Posted on

Férias em Roraima, o que fazer?

Mão de Deus

E chega o tão esperado período de férias, mas, você preferiu não sair de nosso Estado e quer curtir por aqui mesmo, eae, será que em Roraima tem algo pra se fazer? Será que se eu for com minha família/amigos para algum lugar daqui teremos onde nos hospedar, se alimentar ou atividades para desenvolver?

Cachoeira na região de Campos Novos/Iracema

E respondendo às perguntas anteriores, tem sim, e como tem! Além de fazermos fronteiras com Amazonas e Pará, também temos as fronteiras com os países Guiana e Venezuela. Ah, mas quer dizer que aqui só é um local de passagem para estes lugares e não tem nada o que se fazer aqui?

Arara-Canindé e ao fundo platô do Tepequém

Tem sim, e como tem, repetindo o que falei no parágrafo anterior. Bom, irei deixar uns links abaixo para você conhecer Roraima e depois dos links seguimos com nossa história.

Aproveite um pouco as férias para dar uma lida nestes links

Venha conhecer Roraima: http://www.boradetrip.com.br/venha-para-roraima/
Lago Caracaranã: http://www.boradetrip.com.br/lago-caracarana/
Hotéis fazenda de Roraima: http://www.boradetrip.com.br/hoteis-fazenda-de-roraima/
Serra do Tepequém: http://www.boradetrip.com.br/serra-do-tepequem/
Parque Anauá: http://www.boradetrip.com.br/parque-anaua-o-que-fazer-la/

Astrofotografia feita na estrada para a serra do Tepequém

Com quem conhecer Roraima?

Tá, quero conhecer Roraima, com quem faço? Será que aqui tem empresas que nos levam para visitar todas as belezas do Estado?

Tem sim, hoje Roraima dispõe de várias empresas que levam o turista para visitar o que temos para oferecer em turismo, turismo de aventura e turismo comunitário. Algumas delas já está há anos desenvolvendo seus pacotes e roteiros e existem algumas mais novas que fazem também um excelente trabalho.

Astro Fotografia no Platô/Tepequém

Clube Native

Um dos nossos grandes parceiros é a Clube Native, o pessoal manda muito bem e tem mutias ideias boas, sempre inovando no turismo de aventura em nosso Estado. O site é: https://www.clubenative.com.br/ e o insta da turma é: https://www.instagram.com/clubenative/.

Caburaí Adventure

Outro grande parceiro é a Caburaí Adventure, que vive desbravando o estado de Roraima, sempre apresentando novos lugares a se visitar. O insta da turma é: https://www.instagram.com/caburai.adventure/.

Makunaima Expedições

Esta turma já está há um bom tempo fazendo um excelente trabalho em apresentar nosso Estado e suas belezas, além de ter uma pegada voltada também ao público empresarial. O site deste nosso parceiro é: https://www.makunaima.com/ e o seu instagram é: https://www.instagram.com/makunaimaturismo/.

Fui Trilhar

Outra grande equipe que desenvolve o turismo em Roraima é a Fui Trilhar, sempre desbravando pelo Brasil e mundo, levando a turma de Roraima para conhecer as belezas que existem, onde quer que elas estejam. O instagram deles é o: https://www.instagram.com/fuitrilharr/.

Roraima Adventure

E não poderíamos deixar de falar da Roraima Adventure, uma das precursoras do turismo em Roraima que há anos desenvolve um excelente trabalho aqui e por onde passa. O site desta turma é o: https://roraimaadventures.com.br/ e o instagram é o: https://www.instagram.com/roraimaadventures/.

PARA ONDE IR E O QUE FAZER?

Irei apresentar locais e atividades que hoje já estão sendo exploradas, e que tenham como receber bem os seus visitantes. Ah também os locais que será mais fácil ir com uma das empresas citadas acima.

BOA VISTA

Boa Vista, maior município e também capital de Roraima, conhecida por suas praças, tem lindos lugares a se visitar, entre eles o Parque Anauá, Bosque dos Papagaios, Praça das Águas, Praça do Mirandinha e Orla Taumanã. Ótimos locais para encontrar com sua turma e fazer lindas fotos para recordação.

Há também os que aproveitam as águas do Rio Branco para a prática de Wind Surf, com nosso amigo Babazinho, que também aluga caiaques. Outra atividade muito praticada aqui em Boa Vista, um bom roteiro é fazer com quem sabe a descida por baixo da ponte sobre o rio Cauamé, até o porto do Babazinho e também há nossos amigos que fazem o wake surf.

Sem falar nos que apenas curtem um delicioso banho em nosso Rio Branco, pela praia grande ou até mesmo na região do Água Boa, lembrando também do Igarapé Murupú (não esqueça do repelente) e do Lago Azul, região do Monte Cristo e Lagoa Azul, na vicinal do Limão a uns 40km de nossa capital, vale ressaltar que os lagos estão dentro de áreas particulares.

Após a ponto sobre o igarapé Murupú, que também é uma área para banho, entra-se à esquerda, numa vicinal para chegar a um dos mais conhecidos lagos do norte do Brasil, o lago do Robertinho.

Já nas alturas, as atividade praticadas são o rapel, a tirolesa e o pêndulo na ponte dos Macuxis ou até mesmo na ponte do rio Cauamé, para iniciantes, e nas cachoeiras, que além do rapel, também está sendo feito e de forma crescente, a escalada.

O paraquedismo, na área do Água Boa, sítio Barra do Vento, onde além dos saltos feitos por profissionais, também sempre ministram cursos, a todos que desejem aprender. Você pode contratar uma das empresas acima para fazer o citytour e conhecer Boa Vista de uma forma que talvez, você ainda não conheça.

Monumento aos Garimpeiros

MUCAJAÍ

Já o município de Mucajaí é conhecido pelo evento cultural Paixão de Cristo, que aproveita a formação rochosa da região para a encenação da crucificação. Além do rio, violento em algumas áreas, ainda pouco utilizado para práticas de caiaque extremo e em outras áreas mais calmo, tido como bom para a pesca. Na região do Apiau, com algumas das mais lindas cachoeiras da região. A Caburaí Adventure é uma das que fazem esse passeio.

Cachoeira do Jiquitaia

IRACEMA

Em Iracema, que comporta a região de Campos Novos, outro local com um potencial gigantesco para o turismo em nosso Estado, devido a Serras e Cachoeiras presentes na região. O município também apresenta outro potencial turístico, ainda pouco explorado, que é o turismo rural, e o Hotel Fazenda Racho Octávio Portella traz essa novidade, dando acesso aos visitantes participarem de seu dia a dia, além de oferecer hospedagem e alimentação aos visitantes. A Caburaí Adventure começou com a Rota dos Campos que hoje já é feita também por outras empresas de turismo local.

Rota dos Campos
Rancho Octávio Portella

CANTÁ

Em Roraima temos no CantáHotel Fazenda Castanhal para receber turistas que amam o conforto e belas fotografias e a Serra Grande para aqueles que curtem atividades mais aventureiras, como o trekking, camping, e até mesmo o rapel na cachoeira do Urubu Rei, além é claro da observação da fauna e flora. E, vale lembrar que no Cantá, podemos tomar o conhecido caxiri e experimentar da deliciosa e ardente damorida, na Comunidade Indígena da Malacaxeta.

Hotel Fazenda Castanhal
Serra Grande

BONFIM

No Bonfim, temos o Hotel Fazenda Buritizal Grosso, um lago com uma pequena ilha no meio, além de alguns igarapés que são ótimos para refrescar o corpo, e também o turismo de compras na cidade de Lethen, no lado da Guiana, fronteira do Brasil.

Hotel Fazenda Buritizal Grosso
Lethen – Guiana Inglesa

NORMANDIA

Já em Normandia, podemos aproveitar o belíssimo Lago Caracaranã (que faz parte da reserva indigena Raposa Serra do Sol), com lendas fantásticas e águas deliciosas e cristalinas, perfeitas. A cidade de Normandia nos reporta a uma história que parecem contadas em filmes, além de seu rio caudaloso.

Lago Caracaranã

A Comunidade Indígena Raposa I/TIRSS, estará realizando várias atividades, além de atrações culturais na qual podem ser apresentadas palestras, músicas, contos, oficinas voltadas as temáticas de interesse da comunidade, assim como exposição fotográfica. Isso num evento que acontece na região chamado Festival das Panelas de Barro.

Mulheres indígenas produzindo as panelas de barro

PACARAIMA

Mais ao norte, temos a cidade de Pacaraima, fronteiriça com a Venezuela, levando muitos turistas a conhecerem as belezas da Gran Sabana e de lá, quem sabe seguir para o Monte Roraima e, ainda em Pacaraima. 

Monte Roraima

Temos a comunidade de Nova Esperança que cuida das cachoeiras da Onça e do Macaco, também do Caminho das pedras pintadas, lembrando que além destas cachoeiras existem muitas outras, mas para todas, é necessário a solicitação das comunidades indígenas para acesso às mesmas. Também tem como atração a Pedra Pintada, dentro da Reserva São Marcos.

Cachoeira Galo da Serra

UIRAMUTÃ

Já o município com acesso mais difícil, o Uiramutã, com águas que regem o acesso a estrada, temos as mais belas paisagens de nosso Estado, como dizem, tudo que é mais difícil é mais bonito, o Uiramutã é a realidade desta frase, com cachoeiras sensacionais (que ficam em área de reserva indígena), animais, inclusive os cavalos lavradeiros, os conhecidos cavalos selvagens, a região da Água Fria, a serra do Sol e ainda os 5% brasileiro do Monte Roraima, pois é onde fica localizado o Parque Nacional do Monte Roraima.

Cachoeira do Urucá

AMAJARI

E para completar os 15 municípios de Roraima, deixei para finalizar com Amajarí, seguindo para o Tepequém, para mim, uma das mais belas regiões de nosso país e com tudo próximo, aconchego, hotelaria, restaurantes, condutores locais de turismo, lendas, histórias, além de mais de oito atrativos, entre cachoeiras, igarapés, enseadas e platô.

Cachoeira do Barata
Poção Esmeralda
Laje Verde

VISITAÇÃO EM ÁREA INDÍGENA

Vale ressaltar que a visitação em área de reserva indígena ainda está sendo elaborada para algumas regiões do Estado, pelo Departamento de Turismo (Detur) da Seplan (Secretaria Estadual de Planejamento de Desenvolvimento) com algumas comunidades indígenas, Funai e Ministério Público Federal (fonte FolhaBV).

Pedra Pintada

Dentre as regiões que estão dentro de reservas indígenas temos: Lago Caracaranã, Cachoeiras no Uiramutã e Cachoeira Galo da Serra. Para ter acesso a essas áreas, somente com autorização prévia da comunidade indígena local e comunicação à FUNAI.

Apoio com fotos

Tive apoio da Detur/Roraima, no nome de seu Diretor Bruno Muniz, a Clube Native (Monte Roraima), Caburaí Adventure (Serra Grande, Apiaú e Campos Novos), Williams Sousa (Cachoeira Galo da Serra) e Rogério Fernandes (panelas de barro – Raposa I).

6 Replies to “Férias em Roraima, o que fazer?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *