Posted on

Gran Sabana – Destino Aventura

Ponte de Makunaima

Prepare-se, arrume a mochila, pois em nossa viagem a Gran Sabana, após Santa Elena de Uairén, lembrando que fica a mais de 200km de Boa Vista, um destino aventura com muitas cachoeiras, caiaque, rapel, parapente e muito mais, que te levarão ao extremo da emoção. Ah, vale lembra que nossa equipe foi guiada pela Clube Native, uma das pioneiras do turismo na região. Eae, Bora de Trip?!

Carro de turismo 4×4

Passando por Santa Elena de Uairén, sede do Município de Gran Sabana, poderá visitar algumas cachoeiras à beira da estrada, também visitar a cachoeira da Água Fria, que o nome não faz jus, deveria se chamar cachoeira da água gelada ou congelada, uma área com várias cachoeiras e que serve como mirante para observar o Monte Roraima e os outros tepuis, e com certeza fazer lindas fotos.

Água Fria

Água Fria

Podemos visitar também a cachoeira de Jaspe que fica a 54Km de distância de Santa Elena, uma ótima cachoeira de massagem, basta sentar debaixo dela e sair relaxado para continuar a viagem, mas não esqueça que as pedras são escorregadias e o repelente que falamos no FICA A DICA aqui vai funcionar direitinho, pois tem muitos puri-puri, que nós conhecemos como pium.

San Francisco de Yuruani

Rafiting

Uma das cachoeiras mais visitadas, a já falada de San Francisco de Yuruani, fica na comunidade indígena de San Francisco, alguns quilômetros depois da primeira alcabala, a de San Ignácio, não esqueça de ter pago o seguro e da autorização para dirigir caso não seja o responsável pelo veículo.

San Francisco de Yuruani

Esta cachoeira, tem 60 metros de largura e 9 metros de altura, o que possibilita ao visitante passar por baixo dela, será muito bom viver essa experiência, mas tenha cuidado, pois dependendo do período do ano, as águas estão muito fortes e qualquer descuido, poderá causar acidente.

Por dentro da cachoeira Yuruani

Saindo da cachoeira, vamos pro body rafting, para aprender a como se deixar levar pelas águas, caso caia do bote na hora do rafting ou do caiaque, claro que com um colete salva vidas, essa é uma sensação cheia de emoção.

Caminhada por dentro da cachoeira Yuruani
Caiaque

Terminando o curso básico de como se lançar nas corredeiras, agora partimos pro rafting ou caiaque e é hora de enfrentar as corredeiras do Yuruani, a adrenalina rola solta nas veias, e agora é remar, se esquivar das pedras e se lançar dentro do bote na hora em que o guia gritar, PRA BAJO!

Pra Bajo! – Rafting
Rafting e caiaque

Oásis

Oásis
Salto Oásis

Outra cachoeira fantástica e que fica no meio do nada é o Salto Oásis (talvez por isso leve esse nome). Água transparente e não é tão fria quanto as outras da região. Tem a parte da dificuldade para descer e chegar até ela, mas com toda certeza, vale muito a pena.

Oásis

Ponte de Makunaima

Ponte de Makunaima

A ponte de Makunaima é uma abertura feita na rocha pela força da água. Durante anos a cachoeira foi passando por baixo da rocha até fazer uma abertura que dá a aparência de uma ponte. Um lugar lindo, e a água é de temperatura agradável.

Foto padrão feita debaixo da ponte de Makunaima
Área após passar por baixo da ponte de Makunaima

Salto Toron

Salto Toron visto de cima

Outro local para os apreciadores da natureza, tem o Salto Toron, ainda pouco explorada pelos turistas, um lugar lindo e que vale muito a pena conhecer. Além de proporcionar uma excelente vista, dá para fazer cada foto melhor que a outra.

Salto Toron
Salto Toron

Salto Aponwao

Uma das maiores cachoeiras da região, o Salto Aponwao tem um grande volume de água e proporciona ao visitante aquela vista única. É um lugar para admirar e também tomar bastante cuidado, por que a força da água é desculmunual.

Saro Wapo

Outro local que me chamou muito a atenção e me deixou apaixonado foi o Saro Wapo. Uma região que tem desde cachoeira, corredeiras, e um poção que a turma aproveita para pular. Ah, para essa cachoeira vale muito a pena o uso do repelente, aí os bichinhos não perdoam mesmo.

Saro Wapo
Saro Wapo

Piscina de Pacheco

Piscina de Pacheco

Um local que não poderia ficar de fora de nossa viagem é a piscina de Pacheco. Os carros param numa parte da estrada, e fazemos um trekking de no máximo 20min. Ao chegar ai, o que fica é aquela vontade de se jogar nessa água para acalmar o calor. Ah, como a cachoeira fica numa área descoberta, é aconselhável o uso de protetor solar e boné/chapéu.

Arapan Meru

Arapan Meru

Arapan Meru, é uma cachoeira que fica bem próximo à estrada, e para o turista que quiser apenas admirá-la ou aproveitar para meditar e agradecer por estar ali, não irão precisar andar muito. É uma cachoeira que tem um grande volume de água no perído do inverno, e no verão fica assim, facilitando a chegada dos turistas até ela.

Arapan Meru

Ah, caso queira descer para chegar até a parte de baixo da cachoeira terá que andar um pouco, e vale lembrar também que tudo que desce, tem que subir, aí é sebo nas canelas. Outra dica é, não esqueça o repelente de forma alguma, por que aí os piuns (borrachudos) atacam com vontade.

Arapan Meru

Três Piscinas

Três Piscina

E para fechar o nosso passeio pelas cachoeiras da Gran sabana, temos  a 3 Piscinas, que tem o nome bem sugestivo, já que, são 3 piscinas banhadas por essa queda d´água.

Três Piscinas

Parapente e Paramotor

Parapente

E para fechar nossa viagem apra a Gran Sabana, além de trekking, canionismo, rafting, boia cross, rally 4×4 e curtir muitas cachoeiras, outras atividades que podem ser desenvolvidas na região são o parapente e o paramotor, já que tem muitas térmicas na área, o que proporciona um bom voo.

FICA A DICA

Repelente creme contra insetos, pois caso tenha se ralado o repelente tipo spray causará ardor, protetor solar, calça longa e leve, que possa ser molhada e que não seja preta porque atrai aos mosquitos, boné ou chapéu, medicamentos pessoais e caso tenha alergia a algo, avisar ao guia de turismo ou alguém que estará acompanhando na viagem, qualquer tipo de sapato, a pessoas que preferem ir de sandália tipo japonesa e meia, barraca e/ou rede, levar uma sacola grande para colocar objetos que não podem ser molhados caso chova no percurso como câmera fotográfica ou filmadora e celular.

Por do sol na Gran Sabana

COM QUEM IR

O Expresso Gran Sabana, da Clube Native, sai todos os sábados. Então, se quer ter um final de semana que promete muitas cachoeiras e muita adrenalina, entre em contato com essa equipe. Contato (95) 99115-4850/98102-0913 ou pelo Instagram @clubenative. Ah, a Clube Native sempre inova, seja com o Lual que já é sucesso ou com o rafting.

ONDE SE HOSPEDAR

A hospedagem na área da Gran Sabana é feita em San Francisco de Yuruani. Um povoado indígena, que dispõe de hospedagem confortável, uma boa alimentação e também a venda de souvenir, para aqueles que desejam levar uma lembrancinha para os amigos e até mesmo adicionar algo novo à coleção.

Ah, vale lembrar que a equipe da Clube Native tem o apoio da melhor hospedagem da região.

2 Replies to “Gran Sabana – Destino Aventura”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *