Posted on

10 DICAS PARA TIRAR BOAS FOTOS PELO CELULAR EM SUAS VIAGENS

Ilha de Campeche

1. CONHEÇA SEU CELULAR

Quando desejar adquirir um novo smartphone, pesquise bastante, principalmente nos pontos que você mais deseja, seja para fotos, videos, desempenho… Vale lembrar que hoje há muitos aparelhos que tem câmeras extras, sensibilidade a luz para fotos noturnas e câmeras com lentes mais abertas, mas também tem que se pensar na quantidade de megapixels e no processamento das fotos, se é rápido ou lento.

Foto feita pelo Thiago Silva, aproveitando o arco-íris entrando na caneca

Vamos pensar o seguinte, você acaba escolhendo um aparelho pela aparência ou pelo espaço de memória para armazenamento, mas quando vai tirar fotos, a câmera é ruim, a qualidade da foto é baixa e não tem um bom processamento da imagem, ficando uma imagem sem tanta qualidade, cor e tamanho.

Logo, tente unir, qualidade de imagem da câmera e com um bom processamento de imagem. Quando falo processamento de imagem, é quando você pega a foto, após ser feita e você sente que a foto ficou boa ao vê-la. Tente pesquisar mais sobre a câmera do celular que irá comprar. Hoje, uso em minhas fotos o Iphone X, com 256gb de memória interna para guardar fotos e vídeos.

Foto que fiz com o celular, dando zoom na câmera e aproximando o celular

Escolhi o Iphone pela qualidade da foto que me entrega ao fotografar, seja ela no modo normal ou no modo retrato. Os 256gb de espaço que eu preferi, foram mais por conta das vídeos que gravo em 4k e pela quantidade de fotos que faço enquanto viajo. Imagina você, viajar por 10 dias como fiz para o Salto Angel, e não ter onde salvar seus arquivos por falta de espaço, você começa a mexer na configuração, diminuir o tamanho das fotos, perder qualidade, e quando já não tem mais jeito, você começa a apagar fotos do começo da viagem para caber mais fotos.

SEM LEVAR CÂMERA E NOTEBOOK

Aí pode vir a pergunta: “É só levar um notebook e ir salvando as fotos”, ou então, “é só ir subindo para a nuvem”, bom, seria fácil se não fosse difícil, por alguns motivos, levar um notebook iria me colocar mais peso nas 2 mochilas que eu já levava, outra, como estávamos viajando muito de barco e em região de chuva, poderia acabar molhando e perdendo o equipamento, ou até mesmo o barco virar e eu perder o notebook. Já sobre a nuvem, foram 10 dias viajando de comunidade indígena a comunidade indígena, lugares que a única comunicação que existia eram rádios entre as comunidades.

LEVANDO A CÂMERA E O NOTEBOOK

Mas, vamos para uma situação com menos tempo, Salar do Uyuni, são entre 3 a 4 dias de viagem, dependendo do pacote que você feche, se faltar espaço no celular, como fará para fazer mais fotos? Então, além de escolher um celular com uma boa câmera, escolha um que tenha um bom espaço para armazenamento (falaremos mais à frente sobre isso). E sim, existem outros telefones que fazem boas fotos, os da Samsung, Xiaomi, Huawei e os da Motorola. Então, vale a pena dar uma pesquisada mais a fundo.

Salar do Uyuni, foto feita pelo celular

2. MOCHILA MAIS LEVE

Quando você pensa em viajar, sempre vem à cabeça o que levar, e daí começam as perguntas, levo câmera fotográfica, levo notebook para armazenamento das fotos/vídeos feitos diariamente, se além de celular e câmera, que tão levar um drone e uma gopro, se eu levar uma gopro, que tal levar uns bastões, um dome (uma bolha transparente para fotografar metade dentro da água e metade fora). Se levar uma câmera, quais e quantas lentes irei levar, que tal levar tripé, microfone…

Mochila da câmera com o tripe ao lado

Primeira coisa que temos que ter em mente é: O que iremos fazer na viagem? Curtir a viagem, produzir material para a internet, registrar tudo o que vemos. Será que tudo isso você já não tem no celular?

A facilidade de ter o celular, é que você pode fazer todo tipo de foto e em qualquer e guardar com facilidade, além de ser leve. (Foto antiga feito com Moto G2 numa viagem para Foz do Iguaçú)

Bom, hoje em dia os celulares já tem bastante qualidade de imagem e já existem celulares até com o mais comum 4x de zoom, outros que ampliaram para 10x e há agora alguns com 100x ou mais de zoom. O que já diminuiriam só aí, câmera, lente e até mesmo os tripés que iriam usar para estabilizar a câmera na hora da foto.

Outra situação é que, há muitos aparelhos que já vem com bastante espaço em memória de armazenamento, o que já irá ajudar em guardar as fotos e vídeos que fez, e caso seja pouco, há celular com a opção de colocar um cartão de memória maior e há a opção da nuvem, onde poderá armazenar suas informações de forma virtual (falaremos mais destas informações na DICA 9, ONDE SALVAR). Com isso, você já evitará de levar o notebook ou até mesmo hd´s externos (sempre levo pelo menos 1 de 1TB, e onde chego se tiver computador, peço para utilizar e já salvo as fotos/vídeos), diminuindo ainda mais o peso da mochila.

Tripé normal com um suporte de celular e um microfone (tipo direcional com Priscila – corta vento)

Outra situação, os celulares hoje já tem aplicativos para filmes (inclusive download dos mesmos como a NetFlix, PrimeVideo…), Já tem app´s de música, que dependendo do seu pacote, você pode baixar as músicas e até mesmo aplicativos de livros (Kindle, Kobo…), reduzindo só aí, livros impressos e/ou tablet´s, além de notebook´s para assistir estes vídeos.

Indo com uma mochila mais leve, levando outras coisas, mas as fotos foram feitas pelo celular

Observe que só foram algumas coisas que colocamos aqui, por que hohe em dia, você pode fazer praticamente tudo com o celuar, como o chek in de suas viagens, evitando a impressão e até mesmo a perda de seus bilhetes de passagens. Jogos para se distrair, aplicativos de edição de fotos e vídeos, para já ir acelerando as edições e quando chegar de viagem já tem fotos editadas, além de aplicativos de bancos, de localização, de solicitação de transporte e de alimentos. Deixando sua mochila mais leve na viagem, trocando muitas coisas apenas pelo celular.

3. ENQUADRAMENTO E REGRA DOS TERÇOS

O que faz uma foto ser atrativa ou interessante?
Um bom enquadramento/composição pode fazer isso, aqui vão algumas dicas para você começar a se diferenciar nas suas próximas fotos feitas de celular. Estas dicas se baseiam no uso de 3 simples regras de composição.

Linha do horizonte
1- Regra dos Terços

Consiste em você colocar os objetos de interesse (pessoas, objetos, arvores, etc) da sua foto em uma das quatro interseções das linhas, atraindo a atenção para o seu objeto. Também pode usar as linhas para administrar o espaço ocupado de cada coisa na sua foto.

Regra dos Terços
2- Simetria

A simetria é uma das regras que acho mais fácil de usar, e rende fotos muito boas quando fizer fotos horizontais. Basicamente simetria é a divisão do plano em 2 partes iguais, por exemplo quando vamos fotografar uma cachoeira na vertical use a simetria, deixando a queda de água exatamente no meio, ou também quando fotografar uma montanha, deixe o pico da mesma no meio, e verá como tudo fica em harmonia e visivelmente agradável.

Simetria
3- Linhas Guias

Esta técnica é bem simples, mas que pode passar desapercebida por nossa falta de atenção na hora de fazer uma foto, direciona o olhar através das linhas para o seu objeto na foto, rende uma bela foto se tirarmos proveito dela.

Linhas guia

4. TREINE ANTES DE VIAJAR

Não espere chegar na viagem para pensar em que tipo de foto irá fazer, é sempre bom antes dar uma pesquisada em fotos feitas no local que você irá viajar, baixar algumas ideias para o celular, guardar numa pasta e usar nos testes, antes de viajar, por que, com o treino, você vai ficando melhor na pose e na hora que chegar lá, irá lembrar de várias

Treine bastante, seja numa viagem próxima, uma praça ou até mesmo em sua casa, aproveite o quintal, o quarto, mas não deixe para chegar no dia da viagem para tentar fazer determinada foto, que de repente você pode até perder bastante tempo num só lugar, ao invés de aproveitar outros ambientes.

Eu mesmo estes dias estou treinando fazer bananeira, para quando chegar na Linha do Equador, lá em Quito, quero aproveitar e fazer uma de cabeça pra baixo, e como sei que não tenho um bom equilíbrio na bananeira, tenho que treinar muito para poder fazer esta foto.

COMO PESQUISAR

Pesquise em sites de busca por locais que irá viajar, e assim irá aparecer várias fotos daquele determinado lugar, escolha as que mais te chamaram a atenção e as guarde, para seus ensaios.

Outra forma de achar também é em aplicativos com o Facebook e o Instagram, pelas #, isso mesmo, #chapadadiamantina,  #fernandodenoronha, #atacama, e por ai em diante, nessas tags você irá encontrar muitas fotos do lugar pesquisado, inclusive muitas bem criativas, o que irá ajudar muito na sua escolha do que e como fotografar por lá.

Todas as vezes que viajo para qualquer lugar, eu pesquiso sobre aquela região, o que quero fazer e já aproveito para ver fotos de outros viajantes, poses, melhores horários para as fotos e aproveito também para construir as minhas e pensar em poses que poderei fazer ali.

5. BUSQUE ÂNGULOS NOVOS E DIFERENTES

Geralmente as fotos mais chamativas, engraçadas ou que engajam mais nas redes sociais, são aquelas fotos diferentes, com outros ângulos, podem ser até no mesmo local que todos fazem, mas com outro olhar, o que fará que sua foto chame muito a atenção. A exemplo da foto abaixo, onde fui numa lagoa aqui perto de Boa Vista, e sempre via a galera fazendo fotos do mesmo tipo ali, a única coisa que fiz diferente foi, colocar as botas distantes de mim, amarrei os cardaços e fiz de conta que estava caminhando por cima da linha, mas pra isso o celular tinha que ficar bem próximo à bota para dar uma impressão maior do cordão.

Perspectivas

Já na foto abaixo, aparenta que estou subindo, ou me segurando para não cair, o que na verdade era que eu estava deitado no chão, segurando entre as frestas da ponte, depois virei a foto e pronto, deu este efeito.

Virar a foto de cabeça pra baixo irá dar a impressão que estará caindo

Na foto abaixo, brincamos com silhuetas, fazendo a foto contra o sol, ao fazer isso o celular tentará deixar as pessoas mais claras, basta clicar na parte mais clara da foto, ou seja, no sol, que escurecerá bastante a foto criando este efeito de sombras. Já para pegar as pessoas pulando, segurei no botão de fotografar, até que foram feitas várias fotos e eu pude escolher a que mais gostei.

Silhuetas

A foto abaixo já é padrão de todos que viajam para lugares lindos e acampam ali. No caso, a pessoa que fez a foto (cedida pela Clube Native) apenas abriu a porta da barraca, e fotografou o Monte Kukenan, que convenhamos, é lindo demais. A foto pode ser feita por celular, câmera e GoPro.

Aqueles pés pra fora da barraca mostrando o cenário externo

E quem não gosta de brincar com a lua ou o sol em suas fotos? Bom, na foto abaixo, coloquei nossa amiga mochileira para beijar a lua em cima do Monte Roraima. Você pede para a pessoa ficar numa determinada posição, e vai mexendo com o celular até ver que a foto ficou na posição certa.

Fotografando cenas com a lua ou o sol

Uma das fotos que mais gosto de fazer são das botas ou sandálias, pois gosto de mostrar por onde andei, por onde passei, com elas, o que enfrentei, e o quanto elas me ajudaram no percurso.

Caminho entre os montes Kukenan e Roraima

A foto abaixo é de nossa amiga Dayana Souza do blog Seguindo Viagem, que foi feita de forma de disparo contínuo, o que seria isso? Basta segurar o botão de foto  mandar a pessoas fazer uma determinada ação, seja pular, mergulhar, saltar, se jogar de algum modo, e fazer fotos como esta, onde ela coloca o cabelo todo dentro da água na frente dela, e na hora do já, ela puxa o cabelo sentido pras costas dela, e como você está segurando o botão de fotos, acaba fazendo várias fotos e assim, ao final, você escolhe a que melhor lhe agrada.

Disparos contínuos no celular, até sair a melhor foto. (Foto: Dayana Souza – Seguindo Viagem)

Colocar-se pequeno diante da natureza, é outro tipo de foto que gosto de fazer, para isso peço para a pessoa ir o mais longe possível, de mim, e o mais próximo do que quero mostrar, no caso da foto abaixo, eu queria mostrar a imensidão do monte Kukenan, e o quanto somos pequenos.

E um dos estilos de fotos que mais amo, quando estou ligado diretamente na natureza, me deixo pequeno, mostrando a imensidão desse mundão de Deus ao meu redor

E por final, outro brincadeira que mais gosto de fazer, que é a foto panorâmica. A foto abaixo não é recorte, é uma só foto, onde o nosso guia pediu a primeira pose, ele movia um pouco a câmera, e nós corríamos em direção oposta ao que ele girava a câmera e fazíamos em seguida a próxima pose, até fazer todas as 3 poses,e ele finalizar a foto.

Brincando com a panorâmica

6. LEVE ALGUNS ACESSÓRIOS PARA AJUDAR NA FOTO

TRIPÉ

Para realizar a foto acima, coloquei a GoPro num tripé, posicionei onde deseja, no caso eu queria pegar a Latitude 0, e quando vi no celular que estava da forma que eu queria, apenas apertei o botão do disparador e a foto ficou assim.

Foto feita no tripé no Marco Zero da Linha do Equador
Tripé que tem várias funções como bastão para selfie e além de controle bluetooth para fazer fotos enquanto o celular estiver no tripé ou pau de selfie

BASTÃO/PAU DE SELFIE

Foto feita com apoio de bastão, enquanto a galera remava num SUP

Outra foto que usamos a GoPro para realizar foi essa, agora transformando o tripé em pau de selfie/bastão, e a foto foi dispara com um botão que vai na base do bastão, que é interligada à GoPro pelo bluetooth. Escolhemos o ângulo, levantamos os braços e pronto, foto feita!

RING LIGHT OU LANTERNAS

Sempre uso ring lights para ajudar em minhas lives, usando do grande e em viagens uso os pequenos ou lanternas de outros celulares.

Para fazer uma boa foto, sempre é bom o ambiente estar iluminado e no caso de falta de uma boa iluminação natural, aproveite e use a lanterna de outro celular, ou ring light, que são esses círculos colocados em tripés ou presos ao celular. São muito bons até mesmo para fazer aqueles vídeos contando como foi o dia, ou em lives.

MICROFONE DIRECIONAL E SUPORTE

celular com suporte e microfone

Sempre uso para apoio nos vídeos um suporte que cabe um microfone e o celular, esse microfone tem uma pelúcia por cima, chamada de Priscila, que é um tipo de corta vento, que ameniza o barulho do vento na hora da gravação de vídeo.

celular com suporte e microfone

7. NA HORA DA FOTO

Primeira dica para você na hora da foto é, limpe a lente da câmera, seja do celular ou da GoPro, ou até mesmo da fotográfica, por que se ela estiver manchada, seja por respingos de água, seja por gordura do rosto ou das mãos, até por areia ou barro, irão deixar a foto um pouco embaçada.

Outra dica muito importante é você procurar um local com uma boa iluminação, veja, boa iluminação não é muita luz do sol, até uma sombra poderá fazer com que você faça uma foto sem careta, sem fechar os olhos por conta do sol que está muito forte.

Como já havia praticado bastante, então ficou fácil de registrar a foto com o bastão, observando tudo pelo celular e clicando por ele.

Ao colocar seu celular num tripé, você poderá usar tanto o disparador temporal do celular (aquele que fica em contagem regressiva até disparar a foto), ou usar um controle bluetooth, que você pode tirar fotos à distância.

E como você já praticou, já tem os acessórios, agora é a hora do vamos ver, coloque seu equipamento na posição e faça a foto que você tanto deseja. Mas não esqueça, procure sempre novos ângulos, tente sempre novos estilos de fotos, e depois é só apertar o botão!

Pulando sobre o Marco Zero – Linha do Equador/Rorainópolis/Roraima

Usei um tripé e uma GoPro, e os disparos da foto foram feitas via Bluetooth pressionando no celuar na hora do pulo na linha do Equador.

8. EDIÇÃO RÁPIDA E FACILIDADE EM COMPARTILHAR

APP’s PARA EDITAR

LIGHTROOM: o mais comum e uns dos melhores sem dúvida é o Lightroom, existe a versão gratuita para celular, e também tem a paga que permite você usar uns ajustes a mais, como pincéis de correção localizada e remoções.

Usando o Lightroom pelo celular

SNAPSEED: este app te permite fazer as mesmas coisas que no Lightroom, mas a sua interface é bem diferente, é bem fácil de usar, e o melhor é que proporciona uma ferramenta chamada band-aid, com ela você pode fazer pequenos ajustes na sua pele em casos de editar uma selfie por ex., remover coisas que distraem na sua foto (mas coisas bem pequenas), ela não é  100% mas ajuda muito, sabendo usar, vai tirar muito proveito com certeza.

Snapseed (Foto: https://ada.vc/2018/04/24/aplicativos-edicao-foto/)
EDIÇÃO

Edição em termos básicos é a correção de cores e alguns detalhes que a câmera do seu celular (ou câmera DSLR por Ex) não consegue capturar com tanta perfeição, por isso faz-se necessário dar um “tapinha” na foto para deixá-la ainda mais impactante e bonita.

Ajuste a temperatura: aqui você deve encontrar o equilíbrio entre o preto e o branco, ambos devem ficar com suas cores autênticas, não podendo ser um branco que tende para amarelo, ou azul, rosa por exemplo, da mesma forma com o preto, deve ficar preto autêntico.

COM E SEM AJUSTE DE TEMPERATURA

Ajuste a luz. Contraste básico: esta é a parte onde você corrige áreas de sombra, diminui iluminação onde tem muita, isto combinado traz contraste para sua foto e equilíbrio na luz, revelando também aquilo que estava escondido na sombra, pois como disse acima, as câmeras seja de celular ou DSLR, não tem a capacidade de capturar uma cena como a vemos com os nossos olhos.

COM E SEM EXPOSIÇÃO

Vibração: acho que esta é a parte que mais vai gostar, pois é a parte onde você agrega cor na foto, mas também, se não tomar cuidado pode exagerar, aqui você deve usar o bom senso (dosar na medida certa), já que isto em vez de melhorar pode acabar estragando sua foto, use valores de 25 a 45, no máximo.

COM E SEM VIBRAÇÃO

Nitidez: por último aplique nitidez, e cuidado para não extrapolar, use valores até 20 e o raio até 12.

COM E SEM NITIDEZ
FORMAS DE COMPARTILHAR

Depois de editar a foto, você pode exportá-la para sua galeria. Agora está tudo pronto para postar em sua rede social favorita. Seja colocando no status do Whatsapp, mandar para seus amigos, colocar no stories ou até mesmo no feed do Instagram ou Facebook. Um fato, na hora da edição, se você já tem ideia de onde vai postar, cortar a foto pode agregar muito, ex: se for colocar no stories do Insta, tem que cortar na proporção da tela inteira, deixando a foto mais vertical, que na hora de postar no Insta vai caber perfeitamente.

Cortes e proporções:
Stories : 9:16 (vertical)
Feed : 1:1 ou 5:4, também pode usar o formato comum, 16:9 (horizontal).

9. ONDE SALVAR

Agora, depois que você tirou sua foto, precisa saber onde irá guardar, pelo básico, o celular já guarda automaticamente na memória interna dele. Mas, você pode salvar em outros lugares as fotos que estiver tirando durante a viagem.

Espaço interno

Há celulares que possibilitam o uso de um cartão de memória para aumentar o armazenamento interno, o que já ajuda bastante, principalmente em viagens longas. Eu, sempre antes de viajar, salvo todas as fotos para o computador, formato ele, deixando ele com o máximo de espaço livre para poder aproveitar ao máximo tirando fotos e vídeos.

Cartões de memória micro SD

Mas, e se seu celular não permitir que você coloque um cartão de memória para ajudar no armazenamento (caso do iphone), você teria duas opções: fazer backups diários na nuvem, ou levar um notebook junto par ir passando as fotos que fez durante o dia e assim, liberar mais espaço para o próximo dia. Ah, não esqueça de conferir se as fotos/vídeos estão mesmo salvas no notebook ou da nuvem antes de apagar de seu celular.

ARMAZENAMENTO NA NUVEM

Google Drive: gratuito com direito a 15GB livre, para armazenar suas fotos e videos, mas caso deseje mais espaço, deverá fazer um upgrade de seu plano, o que irá deixar de ser Google Drive, para Google One, onde os preços varias de R$ 69,99 a R$ 349,99, ao ano, sendo inicial de 100GB até 2TB.

Google Drive

Dropbox: assim como o Google Drive, o Dropbox tem a opção gratuita, dado ao usuário 2GB de espaço. Caso deseje mais espaço, os valores variam de U$ 9,99 a U$ 16,58 mensal (lembrando que estes valores são em dólar), sendo o primeiro dando até 2TB, já o segundo com até 3TB.

Dropbox

iCloud: dá a seu usuário até 5GB de espaço livre gratuito. Caso o usuário precise de mais espaço,e existem vários planos, desde 50GB por R$ 3,50 ao mês, 200GB por R$ 10,90 ao mês e o plano de 2TB, por R$ 34,90 ao mês. Hoje, além do espaço que tenho de 256GB em meu aparelho, optei pelo plano de 200GB, onde todos os meus arquivos prefiro deixar na nuvem, pois não corro o risco de perder, seja num assalto, ou até mesmo de o celular cair num rio, ou se perder de alguma forma.

iCloud

OneDrive: nuvem da Microsoft que garante aos usuários 5GB de espaço livre/gratuito. Caso o usuário deseje mais espaço os valores variam de R$ 9,00 ao mês oferecendo 100GB, até o pacote de 6TB (sendo 1TB por pessoa, ou seja, compartilhado) por R$ 299,00 ao ano (incluindo aplicativos como o Office, Skype e OneDrive).

One Drive + Office 365

Conheço algumas pessoas que acabam criando várias contas gratuitas a cada necessidade de exportar as fotos e os vídeos para a nuvem, podendo adicionar em todos a mesma senha e anotar os endereços das suas contas no celular ou num caderninho para lembrar depois. Mas isso vai de pessoa pra pessoa, eu preferi optar por um plano pago, pois supre as minhas necessidades e não corre o risco de eu acabar esquecendo o login ou a senha que criei.

10. OUTRAS DICAS

  • Segure o celular com as duas mãos na hora de tirar a foto, para evitar uma foto tremida, caso você tenha pouca iluminação;
  • Busque utilizar o foco manual. Ao clicar na tela para ajustar o foco no objeto ou pessoa que deseja fotografar.
  • Só use o zoom quando não tiver lentes de aproximação, pois ele deixa a foto pixelada e distorce a imagem (caso seu celular não seja dos novos com um bom zoom ou uma grande quantidade de megapixel). Você deve se aproximar ou se afastar ao objeto.
  • Teste o modo HDR (alta resolução), pois este modo tira 3 fotos com diferentes níveis de exposição. Ah, vale lembrar que esse tipo de foto demora alguns milésimos de segundos, então realmente é provar e ver se servem para o que você deseja.
  • Faça testes em aumentar ou diminuir a entrada de luz na sua câmera. Toque no foco e arraste o desenho (sol ou lâmpada) que aparece, se for pra baixo vai escurecer, se for pra cima, irá clarear.

6 Replies to “10 Dicas para tirar boas fotos pelo celular em suas viagens”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *