Posted on

DICAS DE COMO O MOCHILEIRO PODE APROVEITAR O ISOLAMENTO SOCIAL

Nestes dias de distanciamento social, isolamento social, quarentena… Vemos que muitos viajantes estão um pouco ansiosos por não poder fazer o que mais gostam, colocar a mochila nas costas e curtir uma serra, uma praia, uma cachoeira ou apenas, uma simples trilha.

Antes de começar com as dicas, quero deixar claro que não sou psicólogo e que as dicas que estou deixando aqui, são as que estou praticando, ou as que outros mochileiros fizeram ou estão fazendo, e que me falaram através de uma live que produzi através de meu perfil no Instagram @gildo_junior, que deu início dia 22 de abril e ficou planejada inicialmente até dia 15 de maio, de segunda a sábado, das 17h57 no horário local e 18h57 no horário de Brasilia.

COMEÇAR E TERMINAR

Tome um chá ou um café e comece o seu dia colocando as coisas em ordem

Por que não, aproveitar este período, que temos mais tempo em casa, para poder começar algo novo e terminar coisas antigas que estão só acumulando espaço na memória? Sabe aquele livro que você sempre pensou em ler, que tal começar a leitura? Pois, não seria bem melhor você terminar a leitura de um antigo, fechar o ciclo com aquele livro e dar o ponta pé inicial num novo? com isso você conclui um raciocínio e começa a fechar ciclos que tem deixado sem finalizar.

Sabe aquela tarefa não acabada, um serviço antigo que estar por fazer, uma promessa ainda não cumprida de arrumar o quarto ou fazer aquela limpa, tirando coisas velhas que já não usa? perceba, que fazendo isso, você irá liberar mais espaço tanto no ambiente, quanto em sua memória, pois deixará de pensar nessas coisas que nunca concluiu.

ADQUIRINDO NOVAS HABILIDADES

Com a mente mais limpa, por ter concluído várias atividades que tinha pendente, que tal dar um ponta pé em praticar novas habilidades que sempre desejou fazer, mas nunca conseguiu tempo para isso?

Que tal aprender um novo idioma? Sim, pense em sua próxima viagem e lembre que de repente o idioma daquele país não é o seu, isso pode acabar dificultando seu entendimento sobre algumas coisas que o guia estiver falando, e acabará perdendo informações preciosas sobre aquele lugar. Há vários cursos de inglês, espanhol, italiano…  gratuitos pela internet, basta dar uma pesquisada e verá. Então, bora aprender uma nova língua?

Aprender a fazer uma fogueira

Outra dica, é aprender coisas que podem ser úteis nas viagens/trilhas, como arrumar uma mochila, aprender tipos de nós diferentes, aprender a fazer fogo e montar uma fogueira, como montar uma barraca, primeiros socorros básicos, dicas de fotografias (temos um post dedicado só a isso aqui em nosso blog), como montar uma rede com segurança, como purificar a água antes de beber, como evitar bolhas nos pés… Tudo isso pode ser pesquisado na internet, onde você poderá aprender com outros viajantes sobre isso.

Aprender sobre cuidados com os pés nas trilhas

Aprender a cozinhar, a fazer horta, a consertar coisas da casa (pia, banheiro, forro e etc) e também quem sabe, mecânica de carro/moto que podem ser utilizadas, tanto para ajudar nas tarefas de sua casa, como também em apoio por onde você passe.

E, quem sabe, aprender um instrumento musical, claro, isso vale para aqueles que já o tem, mas também há aplicativos que ensinam a tocar violão direto no celular, ensinando na tela as notas, e quando você puder comprar um, já saberá um pouco sobre notas, posições de dedos e intensidade de toque.

CONHEÇA SEU ESTADO

Aproveite também este período para conhecer mais onde você mora. Converse com amigos, procure por dicas na internet e até mesmo por tags (#) em redes sociais como Facebook e Instagram.

Um dos novos lugares que conheci, a gruta da cachoeira Esmeralda em Roraima (Estado onde moro)

Quando você coloca uma simples frase: o que fazer em Roraima, me aparece uma nova página com várias dicas do que fazer naquele lugar. Moro em Roraima, como no caso da pesquisa, me apareceram as seguintes dicas: Serra do Tepequém, Parque Nacional do Viruá, Monte Roraima e muitos outros lugares. De repente há vários lugares que você ainda não conhece e que pode aproveitar para colocar na sua agenda para conhecer assim que tudo isso passar.

Monte Roraima, o Brasil detém 5% do monte, que fica no estado de Roraima

Outra dica também é procurar em blogs da região, que tratem sobre o tema, como o nosso Bora de Trip, o da Jô Viajou e a página do Turismo do Estado de Roraima.

A ideia é que, quando tudo isso passe, você aproveite e conheça onde você mora, seja a parte turística, cultural, culinária, histórica e as lendas da região.

Damorida – comida regional de Roraima (Foto: letrassaborosas.com.br/2011/11/o-sabor-dos-petiscos-nas-noites.html)

A VIAGEM DOS SONHOS

Sabe aquela viagem que você sempre sonhou em ir, mas que nunca teve muito tempo para pesquisar sobre ela? Pois, que tal aproveitar este momento para isso?

Seguindo a lógica da pesquisa: O QUE FAZER EM (LOCAL QUE DESEJA VIAJAR), você pode acabar descobrindo que aquela determinada região tem muito mais a oferecer do que uma praia, ou uma cachoeira, ou uma serra. De repente você acaba descobrindo museus, pontos históricos, pessoas que podem contar as histórias da região e apresentar seus pratos típicos.

Sempre sonhei em conhecer o Salto Angel (maior cachoeira do mundo) e em setembro de 2019, fui convidado pela Clube Native, e fui!

Aproveite para ver ângulos diferentes de fotos feitas naquele lugar, e já salve em seu celular e vá praticando em casa, para quando chegar lá, já saberá como fazer (sobre dicas de fotos clique aqui).

Já pesquise sobre qual moeda é usada naquele país, qual idioma falado, se existem lendas sobre aquele lugar que deseja visitar, e quais histórias outros mochileiros contaram sobre como foi ir ali. A dica da moeda é importante, por que te ajudará na questão do câmbio, já aproveite para perguntar em grupos de mochileiros pela internet a média de preços de comidas naquela região que deseja viajar, para já se programar.

Llama andando livremente próximo a nosso hotel (uma viagem dos sonhos)

COMO PESQUISAR A PRÓXIMA VIAGEM

Já pensou em comprar passagens mais em conta? E hospedagem? Irei dar algumas dicas de como se preparar para sua próxima viagem, embora a dica é neste momento evitar viajar  a não ser que seja extremamente necessário (questões de trabalho e ou família/saúde), pois, terá que passar horas dentro de um avião ou ônibus com outras pessoas, das quais você não sabe se estão doentes ou não.

PESQUISANDO PASSAGENS

Eu, sempre que pretendo viajar, faço várias pesquisas, em alguns sites que apresentam um bom resultado e com diferenças gigantescas de preços para a mesma data e destino, vale a pena lembrar que alguns deles tem aplicativos e que na hora da pesquisa sempre informa que um dia anterior ou posterior, aquela passagem estará mais barata.

Foto: queroviajarmais.com/sites-apps-ofertas-passagens-aereas/

Sites/app´s como: Google Flights, Viajanet, Maxmilhas, Kayak, Voopter e o Skyscanner, estes são alguns sites que uso para minha pesquisa, e o interessante é que em alguns deles você pode pesquisar o destino colocando apenas o país de origem e o país de destino e ainda dizer que não sabe quando irá viajar, o programa irá pesquisar o melhor preço entre os aeroportos e datas para aquele determinado país.

Outra dica também é pesquisar por trechos, outro dia estava pesquisando uma passagem de ida e volta para Macapá, saindo de Manaus, o valor estava na média de R$ 2.800,00. Pesquisei de Manaus a Belém e de Belém a Macapá, ida e volta de cada destino, e no final o total de todas as passagens ficaram por R$ 780,00, ida e volta.

SOBRE HOSPEDAGENS

Já no quesito hospedagem, eu sempre pesquiso bastante por vários fatores, lembro sempre que estarei em viagem e que boa parte de meu dia é fora do quarto, andando, subindo serra, montanha, descendo lagos, entre vários fatores. Mas, ao final do dia, quero o mínimo de conforto para que no próximo dia, esteja pronto para as novas aventuras que o dia promete.

Booking.com

Sempre uso o Booking.com para fazer minhas pesquisas, onde verifico a quantidade de pontos de avaliação que a hospedaria recebeu, pesquiso sobre a distância dos pontos que irei visitar, sobre o que oferece, tanto no quarto como chuveiro quente, wi-fi, banheiro individual, transfer, estacionamento…

Lembrando que isso são coisas individuais, você deve pesquisar pelo que interessa a você, a exemplo, se você vai viajar e não vai alugar carro, não irá precisar de estacionamento, o mesmo segue para todas as outras informações.

Mas, com toda certeza, sempre verifico se tem café da manhã, por que isso pode acabar sendo um fator que pode encarecer a viagem. Vamos dizer que em uma hospedagem a diária custa R$ 50,00 sem café da manhã, e na outra custa R$ 52,00, mas com café da manhã, melhor escolher a que custa R$ 52,00, pois dificilmente você encontrará um café da manhã pela região que irá visitar por R$ 2,00.

Outro benefício do Booking é que tem um programa de fidelidade chamado Genius, que quanto mais você usa, mais desconto vai recebendo nas próximas hospedagens, desde descontos nas acomodações (ganhe 15% de desconto em acomodações selecionadas, além do seu desconto de 10% já existente), a café das manhã grátis (aproveite o café da manhã grátis com a sua estadia Genius) e upgrades na mudança de quarto (Upgrades grátis para você aproveitar mais ainda a sua estadia).

Airbnb

Outra dica é o Airbnb, que oferece hospedagem na casa das pessoas, o diferencial é que de repente você pode encontrar locais próximos a um ponto turístico bem mais em conta que um hotel na mesma região, além de conhecer pessoas que moram na residência que está alugando um quarto que podem até te indicar lugares para comer, por onde você deve ou não caminhar em determinados horários do dia, falar de rotas mais fáceis para chegar em determinados lugares e, até mesmo, pontos turísticos que só quem mora na região conhece.

Foto: tireabundadosofa.com.br/o-que-e-couchsurfing/

Outro meio de se hospedar de uma forma mais econômica (custo zero) ainda é o Couchsurfing, que é uma rede de troca de hospedagem no mundo todo que se define como um “serviço de hospitalidade com base na Internet”. Para poder utilizar o CS, como também é conhecido, basta se cadastrar no site, colocando suas informações básicas, e caso deseje ser verificado, existem duas formas, uma é você pagando pelo serviço de verificação de identidade que pode ser pago por paypal ou cartão de crédito, a outra é você recebendo alguém em sua casa que seja verificado, e ao terminar a hospedagem dessa pessoa e ela fizer a referência sobre sua hospedagem, você terá o seu perfil verificado por alguns dias, e isso ajudará e muito quando você procurar por CS´s em determinados locais que vá viajar.

O Couchsurfing, além de hospedagem também é uma troca de experiências, eu mesmo todas as vezes que desejo utilizar o serviço, me ofereço para fotografar a pessoa, família, filhos ou até mesmo deixo aberto para a pessoa dar de presente para alguém, é uma forma de presentear quem está me hospedando. Tenho amigos que se comprometem em ajudar no preparo das refeições, outros em arrumar a casa, outros em limpar o quintal, ou consertar algo quebrado na casa, e por aí vai. Essa troca também ajuda na hora da pessoa te aceitar na casa dela, ou seja, além das referências que recebe, dos amigos que junta no aplicativo do CS, se é verificado ou não, a questão de presentear (ajudar) a pessoa com algo facilita na sua hospedagem.

Ah, tenho meu perfil lá, se desejar me adicionar é só procurar por meu nome lá, como Gildo Júnior.

MAIS DICAS

Bom, se anime, aproveite para participar de lives de outros aventureiros, aprender novas habilidades, concluir algo que há algum tempo se propôs a fazer e não conseguiu, começar algo novo e que possa te render bons frutos.

Entenda que todos estamos juntos nessa luta diária contra essa enfermidade que assola o mundo, e o que nos resta é apoiar uns aos outros e dizer sempre, todos os dias, isso vai passar, todos ficaremos bem e que em breve, poderemos curtir as trilhas, serras, praias, montanhas e viagens que tanto sonhamos, apenas aguarde e acalme seu coração.

Quando digo acalme seu coração é, tente meditar, ouvir músicas que ajudam a relaxar, há muita dessas no youtube ou outros aplicativos de música, evite se envolver em coisas que te estressam sem necessidade e trabalhe a calma e a paciência, é, eu sei que é difícil, mas elas podem até te ajudar em perrengues nas próximas viagens.

Selecione suas fotos, organize elas por viagem e até quem sabe, separe algumas para poder imprimir e criar um álbum dos melhores momentos em viagens que você viveu, fotos dos perrengues, dos sorrisos, do cansaço, e até mesmo quem sabe, publique suas experiências, de repente elas podem ajudar outras pessoas!

Então, aproveite e faça como nossa amiga Dayana Souza, do Seguindo Viagem disse: TODO PERRENGUE, ESCONDE UM PRESENTE!

2 Replies to “Dicas de como o mochileiro pode aproveitar o isolamento social”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *